O Estudo de Caso”Processos de Exclusão de Camponeses e Pequenos Agricultores: Um breve estudo exploratório de dois casos em Portugal e Angola”, da responsabilidade de Ana Larcher Carvalho e Ulrich Schiefer, foi um dos resultados do projeto “Semear Portugal, Semear Angola”, disponível em português e inglês.

Os camponeses e pequenos agricultores são excluídos das economias, políticas e modelos de desenvolvimento tradicionais. No Norte industrializado, já se encontram reduzidos a pequenas minorias em muitos países, expostos a múltiplos fatores (económicos, regulamentares, administrativos, demográficos, etc.) que desafiam a sua existência. O estudo de estudo português observa a situação dos pequenos agricultores rurais que enfrentam vários obstáculos, mas tentam manter a sua existência. O seu papel a nível económico, social e ambiental tem sido reconhecido, sendo-lhes dirigidas políticas recentes, mas não tem havido um suficiente acompanhamento a nível local. Como resultado, as pressões que enfrentam continuam a aumentar, as suas receitas sofrem erosão e os seus meios de subsistência diminuem. Há apelos crescentes para que se coloque os agricultores familiares no centro das políticas para promover a mudança rumo a um desenvolvimento mais equitativo.

O caso de estudo angolano tenta compreender a situação das sociedades agrárias que sofreram durante décadas sob uma guerra de baixa intensidade e que foram amplamente negligenciadas pelas estratégias de desenvolvimento no pós-guerra. Ele questiona os pressupostos das atuais estratégias de desenvolvimento, nacionais e internacionais, no contexto das sociedades agrárias devastadas pela guerra, que funcionaram demasiado tempo sob estratégias para fazer face a emergências.

estudoCasoSemear_EN_MAC

estudoCasoSemear_PT_MAC

Processos de Exclusão de Camponeses e Pequenos Agricultores: Um breve estudo exploratório de dois casos em Portugal e Angola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *