Observatorio DHA

No mês em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação, a sociedade civil lusófona organiza um intercâmbio de experiências sobre Políticas Públicas e Métodos de Produção Sustentável na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Organizado pela REDSAN-CPLP (Rede da Sociedade Civil para a Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP), pelo MSC-CONSAN (Mecanismo de Facilitação da Participação da Sociedade Civil no Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP) e pela ACTUAR -Associação para a Cooperação e o Desenvolvimento, com o apoio da FAO -Food and Agriculture Organization e da IFSN –International Food Security Network, esta iniciativa pretende refletir e promover a discussão e reflexão sobre agroecologia, modelos sustentáveis de produção, proteção e promoção da biodiversidade e suas implicações na sustentabilidade da agricultura familiar enquanto modo de vida e na realização efetiva do Direito Humano à Alimentação e Nutrição Adequadas.

A iniciativa que decorrerá até 25 de Outubro, teve início no dia 22 de Outubro, com um workshop no Instituto Politécnico de Bragança, que reuniu academia, organizações de agricultores e outras organizações e redes da sociedade civil. Representantes da CNA (Confederação Nacional da Agricultura) e da Realimentar (Rede Portuguesa pela Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional) participarão das atividades. Foi lançado durante este evento público o “Observatório do Direito Humano à Alimentação e Nutrição Adequadas 2015”, pela primeira vez publicado em língua portuguesa (disponível em http://www.rtfn-watch.org/).

Representantes da sociedade civil de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste estarão presentes nesta iniciativa e partilharão modelos alternativos de defesa da agricultura familiar e sistemas alimentares locais em cada país.

Ao contribuir para a difusão de informação entre as diferentes redes e organizações de agricultores, a partilha de experiências e a discussão de estratégias de intervenção no âmbito da agricultura familiar, segurança alimentar e nutricional nos países lusófonos, esta Iniciativa permite o aprofundamento de uma reflexão estratégica conjunta, reforçando os laços institucionais e de diálogo político entre a REDSAN-CPLP, o Mecanismo de Facilitação da Participação da Sociedade Civil no Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP, o Mecanismo de Facilitação da Participação das Universidades no Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP e as estruturas político-diplomáticas da CPLP.

Intercâmbio sobre Políticas Públicas e Métodos de Produção Sustentável na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *